Não há quem

Não há quem não feche os olhos ao cantar a música favorita.

Não há quem não feche os olhos ao beijar, não há quem não feche os olhos ao abraçar.

Fechamos os olhos para garantir a memória da memória.

É ali que a vida entra e perdura, naquela escuridão mínima, no avesso das pálpebras.

Concentramo-nos para segurar a dispersão, para segurar a barca ao calor do remo.

O rosto é uma estrutura perfeita do silêncio.

As sobrancelhas mexem-se como pedais da memória.

Experimenta-se uma vez mais aquilo que não era possível.

Viver é boiar, recordar é nadar.

Fabrício Carpinejar 

Fotografia daqui

PA

Todos os vencedores dos BAFTA

Os BAFTA são os prémios anuais da British Academy of Film and Television Arts, atribuídos às produções cinematográficas britânicas e internacionais.

Este ano, os grandes vencedores foram:

PA

Às vezes, só às vezes

Às vezes, só às vezes,

Retirar não é desistir.

Mudar não é hipocrisia,

desfazer não é destruir.

Estar sozinho não é afastar-se,

e o silêncio não é não ter nada a dizer.

Ficar parado não é preguiça,

nem covardia, é sobreviver.

Mergulhar não é se afogar,

Retroceder não é fugir.

Às vezes, só às vezes,

é preciso afastar-se para ver,

abandonar-se, deixar fluir,

que o vento mude.

Feche os olhos e silencie.

Às vezes é preciso ouvir.

Maria G. Munguia Tiscareño

Imagem daqui

PA

Carpe Diem

“Não deixes que termine o dia sem teres crescido um pouco,

sem teres sido feliz, sem teres aumentado os teus sonhos.

Não te deixes vencer pelo desalento.

Não permitas que alguém retire o direito de te expressares,

que é quase um dever.

Não abandones as ânsias de fazer da tua vida algo extraordinário.

Não deixes de acreditar que as palavras e a poesia podem mudar o mundo.

Aconteça o que acontecer a nossa essência ficará intacta.

Somos seres cheios de paixão.

A vida é deserto e oásis.

Derruba-nos, ensina-nos, converte-nos em protagonistas de nossa própria história.

Ainda que o vento sopre contra, a poderosa obra continua:

tu podes tocar uma estrofe.

Não deixes nunca de sonhar, porque os sonhos tornam o homem livre.”

Walt Whitman

Fotografia daqui/ Art. Jason Huang

PA

Primavera pelo Mundo em 7 fotografias

Por esta altura, já devem ter percebi como sou fã da Primavera. Estas fotografias, publicadas pela Reuters ilustram as cores, os contrastes e a beleza da chegada desta estação ao hemisfério norte. As fotografias são todas dos últimos dias de Março de 2021.

PA

SAG AWARDS: quem foram os premiados?

Ontem foi noite de premiar as melhores performances em cinema e televisão, na edição anual dos Screen Actors Guild Awards, ou SAG Awards.

Na categoria Filmes os grandes vencedores foram:

Na categoria Televisão os prémios foram para:

Concordam?

PA.

Abril

T.S. Eliot escreveu que Abril é o mês mais cruel. Acho que ele quis dizer (entre outras coisas) que a Primavera deixa as pessoas loucas.

Esperamos muito, o mundo floresce com promessas que não pode cumprir, toda paixão é, realmente, uma armadilha e estamos condenados a ter nossos corações partidos, mais uma vez.

Concordo e, ainda, acrescentaria: quem se importa? Em cada Primavera eu vou lá fora de qualquer maneira, dobrar a curva, incondicionalmente… Venha o fim dos dias sombrios, estou mais do que alegre. Estou louco.


 Barbara Kingsolver, in Animal, Vegetable, Miracle: A Year of Food Life
(tradução minha)

Imagem daqui

PA

Da magia da Primavera

Há uma magia inegável na Primavera. É esse o seu fascínio.

A Primavera chega e veste de flores as amendoeiras nuas há meses e coloca florzinhas em todos os buraquinhos dos caminhos empedrados. Aquece os dias, as casas mais frias e os corações.

A Primavera tem aquele cheiro inconfundível a esperança, a caminhadas e a roupas alegres.

É como uma avó sábia, a quem se recorre para os melhores conselhos, que depois de um inverno rigoroso, nos agarra, com jeitinho na mão e nos segreda ao ouvido: ” vês, é possível!”

Imagem daqui

PA