Um momento perfeito

Escrevo de uma pequena vila do Norte da Escócia.

À minha frente um lago magnifico e sem fim e à minha volta só verde. Corre um vento silencioso, que não tem nada de brisa, mas não está frio, está só fresco.
São 22h30 e é dia, há sol. Uns dias assim tão grandes dão-me uma sensação de poder viver a dobrar cada um, como se aqui houvesse tempo extra.
Olho de frente para a montanha, estou com frio agora, mas não quero ir para dentro. É um daqueles momentos de paz. Está tudo perfeito. Não mudava nada.
O silêncio não me incomoda, é tranquilizante.

Nada me importuna, nada me distrai, sou feliz, aqui e agora.

Estou exactamente onde queria estar. É um daqueles momentos raros em que o tempo parou para eu poder compreender tudo sem pensar em nada – pensar é estar doente dos olhos.
Fecho os olhos para guardar tudo, tenho esta mania desde criança e continua a resultar. Graças a este truque tenho um lugar cheio de sítios felizes para onde fujo de vez em quando. Só para me lembrar que a felicidade não estava nos sítios, estava em mim.

P.

*Fonte Imagem: http://deliveringhappiness.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s