A amizade em 4 factos

1. A distância não apaga as amizades, nem as diminui

Ao contrário do que acontecia noutros tempos, hoje em dia, não estou com a maioria dos meus amigos, todos os dias, nem todas as semanas e nem sequer todos os meses. Pelo menos, fisicamente falando.

Há uma altura em a que a geografia nos leva alguns amigos para longe. E é triste. Para lá das frases feitas a grande e dura verdade é que é triste estar longe dos nossos amigos e não poder acompanhar de perto a vida deles, o dia-a-dia, os problemazinhos e as conversas tolas, as dúvidas existenciais, as vitórias pequenas e grandes. E, quando os nossos amigos começam a ter filhos soma-se a estas outra tristeza: a de não poder ser os “tios” diariamente presentes na vida desses pequenos de quem tanto gostamos.

A distância não destrói uma amizade, mas é um fardo muito pesado, que só os maiores amigos conseguem carregar.

2. Os nossos amigos falham

E mais importante que isso, nós falhamos perante os nossos amigos. Ninguém é perfeito. Já esperámos de um amigo algo que ele não nos pôde dar e já falhámos com alguns também. Tudo sem intenção (porque é de amizade que estou a falar).

Percebi que faz parte e que perdoar e ser perdoado são talvez as maiores virtudes de uma verdadeira amizade. Quando já há consciência que todos temos falhas e, mesmo assim, nos aceitamos e nos queremos na vida uns dos outros.

3. Os nossos amigos mudam

E nós também.

É mentira se disser que estamos iguais mas, também, não é verdade se disser que não somos os mesmos (nem tudo tem que fazer sentido).

Adaptámo-nos, tirámos as calças de ganga e o ar contestário, usamos “V. Exa.” nos e-mails que subscrevemos “com os melhores cumprimentos”, contemo-nos perante coisas que não nos deixariam calados noutros tempos.

Mas isso não muda tudo. Não muda as caras parvas para as fotografias, nem as figuras tristes, não muda as piadas idiotas, não muda o que somos uns com outros, porque as pessoas não mudam no que é mais importante. E é nisso que acredito, porque é o que vejo e que se sente sempre que estamos juntos.

4. É mesmo verdade aquilo que dizem: ” os verdadeiros amigos contam-se pelos dedos”

A amizade exige muito de nós. Disponibilidade, paciência, tempo, amor. Tudo bens escassos na dita vida “adulta“. Por isso, as famosas circunstâncias da vida vão peneirando as nossas amizades e deixando ficar só as que valem a pena.

P.

Imagem daqui

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s