Como sobreviver a 10 horas de voo

Para muitos as horas de voo podem ser um elemento impeditivo ou, no mínimo, pertubador no momento de decidir o destino de férias.

Para mim não, é verdade. Viajar de avião será das poucas coisas de que não tenho medo.

De qualquer modo, com receio ou não, sobreviver a voos de longo curso, em classe económica, bem entendido (porque, nos 30 é essa a classe que nos cabe), é uma tarefa díficil, física e psicologicamente violenta e dolorosa.

Assim, deixo as minhas sugestões para tornar mais fácil e simpático o trajecto:

  1. A melhor maneira mesmo, de todas, é dormir. Toda a viagem ou o máximo de tempo possível.
  2. Calçado e roupa confortável (apesar de ser muito giro andar pelos aeroportos com ar de “Jackie Kennedy”, não entendo como há malta que consegue aguentar 8/10 horas metida num avião nuns jeans apertadíssimos e com uns salto agulha de 10 centímetros…
  3. Meias para calçar durante o voo e podermos descalçar-nos à vontade;
  4. Levar muito material para entretenimento e diversificado, desde filmes ou séries, até livros, jogos  (carregar bateria dos aparelhos que vamos utilizar);
  5. Música e headphones (muito importante, podemos ter um vizinho com seis meses ou seis anos capaz de nos levar à loucura);
  6. Verificar, depois da descolagem, se existe algum lugar vazio mais confortável que o nosso e falar com o pessoal de bordo para trocar, se for o caso;
  7. Levar uns snacks, uma garrafa de àgua e pastilhas elásticas;
  8. No check in, se possível reservar lugar junto às saídas de emergência. estes lugares têm espaço extra.
  9. Dar umas voltas, quando estivermos a ficar impacientes e com o corpo dorido, além de ser bom esticarmo-nos, de vez em quando, é maravilhoso ver as posições que as pessoas arranjam para tentar dormir…

Não há milagres, se não temos a sorte de conseguir adormecer, são dez horas num espaço exíguo e sem possibilidade de grandes movimentações. Vai ser uma valente seca. Então, também me parece importante que nos mentalizemos disso, tenhamos paciência e aproveitemos a raridade que é estar efectivamente desligados de tudo por umas horas.

Afinal, também devemos aproveitar o caminho.

P.

Imagem daqui

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s