A criança que foste tem orgulho no adulto que és?

Neste dia da criança partilho uma pergunta perturbadora que não me larga desde que a fiz pela primeira vez: a criança que foste teria orgulho do adulto em que te tornaste?

b711ef3a003117ad215682f3d1f72b22

A pergunta, a mim, cai-me sempre como um murro no estômago. Não consigo deixar de pensar que a criança que eu fui está profundamente desiludida com o adulto em que me tornei. Não sou nem um décimo do que ela sonhava para mim, nem em energia, nem em possibilidades, nem em conquistas.

Cheguei aos 33 anos completamente àquem de mim mesma. Completamente àquem daquela criança curiosa, perspicaz, teimosa e bem disposta que fui. Perdi-me no caminho e, de repente, já nem sei para onde vou. Sabem, às vezes já nem teimo para não me chatear…

Este é o grande perigo de crescer, o que sempre temi e sempre disse que não iria permitir: tornar-me uma espécie de sombra do que poderia ter sido, perdida em “quases” que nunca chegaram a ser e olhar-me no espelho do elevador que me leva a casa e não reconhecer a cara do outro lado do espelho.

Feliz Dia da Criança,

P.

 

Imagem daqui e daqui

Anúncios

2 thoughts on “A criança que foste tem orgulho no adulto que és?

  1. Talvez todos nos a momentos achemos o mesmo, valera a pena avaliarmos-nos de forma tão exigente?. Tenho para mim que somos aquilo que fizemos e seremos o que fizermos agora. Todos os dias são dias de recomeçar e estamos sempre a tempo de perguntar ” quem quero ser” e a partir dai avançar. Parabens pelo blog:)

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s