Aulas de Mandarim: conclusões

1. Sinto que ninguém percebe porque é que se pode querer ter, de livre vontade, aulas de Mandarim.

2. As primeiras aulas são difíceis. Parece chinês.

3. São eficazes. 32 anos de vida em Portugal, 18 anos a estudar, 9 anos de trabalho a escrever. E foi na aula de Mandarim que aprendi a desenhar os acentos como deve de ser.

老师 谢谢

J.

GIFs daqui.

Anúncios

2 thoughts on “Aulas de Mandarim: conclusões

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s