O dia em que Donald Trump se tornou Presidente dos Estados Unidos

Quando aqui disse, várias vezes, que tudo é possível em 2016 não estava à espera disto, confesso.

Portanto, hoje, quando o X me acordou com a frase ” Bom dia querida, o Trump ganhou“. Eu, completamente ensonada e habituada às suas piadinhas matinais respondi: “claro que ganhou, deixa-me dormir”. Ele pôs-me, então, o telemóvel à frente dos olhos na página da CNN, onde se lia “The ultimate triumph: President Trump”.

WHATTTTTT? 

66913530

À parte todas as considerações que possamos tecer sobre as eleições, sobre os eleitores e, sobre o eleito, para mim, a verdade é que esta decisão dos norte americanos, comprova, como já li por aí, uma coisa que já se vem sentindo há algum tempo, um pouco por todo o Mundo, nas eleições democráticas.

O que tem em comum Donald Trump, o Palhaço Tiririca e Tino de Rans? Nenhum deles é político profissional (nenhum deles representava o poder instituído, ao contrário de Hillary Clinton, por exemplo).

As pessoas (sejam norte americanos, brasileiros ou portugueses) estão fartas de políticos e de politiquices. As pessoas, os eleitores, a maioria de nós, eu,  não se identificam com os políticos que nos enfiam pelos olhos dentro. Depois de décadas de mais do mesmo, o Mundo está a mudar, e acho que Trump ganhou, não tanto porque os norte americanos quisessem Trump, mas mais porque não quiseram Hillary.

Agora, que a maior potência mundial é liderada por um homem como Donald Trump (que nem sequer escondeu as suas ideias mirabolantes, xenófobas, racistas, sexistas, temerárias e desconexas durante as eleições), será que o mundo político vai aprender alguma coisa com isto? Ou vai, mais uma vez, assobiar para o lado( gritar que “os americanos são parvos”)  e continuar como se nada fosse? Como se não houvesse uma lição a tirar daqui…

funny-political-meme-the-problem-with-politics-is-that-its-full-of-politicians-picture

P.

 

Imagens daqui e daqui

Anúncios

One thought on “O dia em que Donald Trump se tornou Presidente dos Estados Unidos

  1. Por aqui foi o homem que não acreditou. E, como chegou a casa logo a seguir ao noticiário das 13h, não ouviu falar do Trump em canal nenhum (fez apenas um zapping rápido e saiu outra vez de casa). Ao fim do dia, ouvimos qualquer coisa na rádio e diz-me ele “ai, afinal ganhou mesmo o Trump”. Pois que andou toda a santa tarde (eu mandei-lhe mensagem de manhã mas ele não a viu) a pensar que eu tinha gozado com ele, por achar impossível tal vitória..
    Eu, no fundo, ainda não quero acreditar que ganhou mesmo, acho mau de mais!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s