O desconhecido do restaurante

Entro no restaurante com o meu pai. Simpaticamente, o empregado indica-nos uma mesa e sentamo-nos. Vem ter connosco à mesa e dirige-se ao meu pai:

– Então rapaz, ’tás bom? Há quanto tempo?

– Está tudo bem e contigo?

-Óptimo. Também, tudo na mesma. É o costume.

-Não, hoje traz-me a carta, por favor.

O rapaz afasta-se e pergunto, algo espantada, ao meu pai:

– Costumas vir aqui?

– Não, é a primeira vez. Não deve ser bom da cabeça ou está a confundir-me com alguém… Mas não lhe ia estar a dizer isso, né?

E desatámos a rir. Como se costuma dizer “ quem sai aos seus não é de Genébra“…

3844042

P.

Imagem daqui

Anúncios

One thought on “O desconhecido do restaurante

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s