Ginásio: 5 aprendizagens

Uma das vantagens de trabalhar no centro de Lisboa é a acessibilidade a tudo. Como ao ginásio, por exemplo. Mesmo ao lado do meu escritório há um ginásio. Mesmo coladinho.

Provavelmente se eu tivesse de atravessar a avenida, nunca lá teria entrado, mas é mesmo ao lado e, por isso, em Janeiro, não encontrando desculpas suficientes, decidi inscrever-me.

Nestes dois meses de experiência de ginásio aprendi algumas coisas que vão além do número de minutos a pedalar para gastar as calorias de um pacote de gomas.

 5 coisas que aprendi no ginásio

 

  1.  As mulheres dominam

Há milhões de mulheres no ginásio. Mas milhões. Eu nem sei como é que elas cabem todas ali.

No balneário parecem uma horda infindável de soldados, armados de cremes e escovas, preparados para batalhar por um secador de cabelo ou pedaço de espelho.

images

  1. As aulas de grupo

Há aulas de Zumba (estas já conhecia), há aulas de Bunda (não fazia ideia que existisse), há aulas para pedalar até cair, há aulas que parecem uma discoteca com luzes e microfones, há aulas com fitas penduradas no tecto, há aulas de tudo e para tudo.

Quando subo para o ginásio e passo pela sala de aulas de grupo com música altíssima, luzes coloridas a piscar e a treinadora a gritar ao microfone. Sempre que espreito lá para dentro, sinto-me a fazer a expressão facial idêntica à de trincar um limão.

 giphy (3)

  1. O código de vestuário a seguir

De que ninguém me avisou antecipadamente, claro! Primeiro dia de ginásio, e J. apresenta-se de leggins velhas, ténis desbotados e t-shirt larga.

E claro, que era a ÚNICA vestida assim. Todos os restantes utilizadores vão impecavelmente vestidos, com modelitos de licra, justos e coordenados, ténis fluorescentes, telemóvel e phones. Maquilhadas e penteadas.

Simplesmente, não percebo.

 giphy (2)

  1. As malas de viagem

Nos primeiros dias, via algumas mulheres a chegar com malas de viagem e pensava “devem ser pessoas que vieram / vão de viagem”

Mas não são, claro. Percebi depois que as malas de viagem são só A mala do ginásio. E que há quem traga, literalmente, tudo.

Champôs, condicionadores, esponjas, cremes, placas alisadoras, secadores, maquilhagem, toalhas, garrafas de água, batidos, tudo dentro da mala…e a roupa para vestir depois, pendurada num cabide.

hhhhh

  1. A roupa interior

Após dois meses de convívio com este universo de mulheres, que são milhentas, concluo que sou a única que não veste cuecas tanga.

Sinto-me excluída.

giphy (4)

J.

Gifs daqui.

Anúncios

11 thoughts on “Ginásio: 5 aprendizagens

  1. Quando andava no ginásio o que me fazia mais espécie era mesmo a parte do balneário… Demasiada informação à vista, às vezes estava eu sentada a calçar-me e de repente tinha uma perereca ao nível dos meus olhos, NÃAAO! Sou apologista do tudo tapado sempre que possível, não quero andar a ver o material das outras pessoas!

    Liked by 1 person

    1. janos30

      Ah sim, basta uma pessoa distrair-se uns segundos e BAM! Ou é uma perereca em grande plano, mamas à solta por todo o lado ou sessões de espalhar creme em posições desconfortáveis de ver. E não dá para fugir!

      Gostar

      1. Se queres dizer o exercicío…Baby steps..;) Começa por fazer um dia, e no final desse dia,vê como te sentes. Se gostares da sensação, no dia a seguir , repete. Depressa se torna um hábito. 😉 Beijinos

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s