É preciso deixar ir…

Disse-me que, agora, à volta dela só mantém o que é verdadeiro. Só o que vale a pena. Só o que não tira a paz.
Tinha a sensação de não conseguir seguir em frente por ter demasiado peso nos ombros. Como um balão de ar quente que não sobe porque está cheio e é preciso ir deitando fora os sacos para que possa voar.
Disse-me que sentiu isso, que teve de decidir deixar para trás tudo o que não lhe fazia bem, o que diminuía a sua alegria e tranquilidade.
Olhou para mim, com algum pesar, percebi isso e acrescentou:"como as pessoas sabes, há pessoas que só nos puxam para baixo, têm sempre algo negativo a dizer, alguma crítica destrutiva a fazer. Há pessoas que percebes que só querem saber da tua vida para contar, para comentar, para analisar, como se vivêssemos num big brother gigante. Também tive de deixar algumas pessoas, tenho pena, foi difícil, mas tive que pensar em mim, percebes? "
Eu percebo. Precisamos de largar o que nos prende se queremos voar…

Anúncios

2 thoughts on “É preciso deixar ir…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s